Siga-nos
Odontogeriatria
Seja na família, no trabalho ou nos ambientes sociais, em qualquer idade não deve haver restrições em sorrir, falar ou selecionar alimentos adequados à sua condição funcional de mastigação, visando manter sempre a qualidade de vida.

Estudos recentes sugerem que o tratamento oportuno dos dentes pode proteger contra o declínio cognitivo.

A boa alimentação e o aumento da auto-estima influenciam o idoso para que se sinta mais feliz e tenha mais disposição para realizar as suas tarefas diárias ou conviver com família e amigos.

Na City Clinic Group, temos os médicos certos, capazes de oferecer um diagnóstico mais preciso e de propor os tratamentos mais adequados, para assegurar a saúde oral das pessoas já chegaram à terceira idade.

A terceira idade tem características muito próprias.

O sistema imunológico fica mais frágil quando a saúde oral e a mastigação estão prejudicadas.

Algumas enfermidades como a diabetes, além de influenciar na capacidade de cicatrização de feridas bucais, pode aumentar a predisposição dos pacientes geriátricos de terem gengivite e periodontite. Essas doenças podem, por sua vez, causar problemas cardíacos.

O uso de certos medicamentos pode reduzir a quantidade de saliva, sendo necessário fazer a sua correção.

Uma situação por vezes observada no idoso é a halitose, muitas vezes citada pelo paciente como tendo origem dentária. Após um tratamento de limpeza da cavidade oral, higienização e bochechos com clorexidina, se não forem observadas melhoras, devem-se procurar causas esofágicas ou gastrointestinais.

Para manter a higiene oral adequada, o idoso deve escovar os dentes sempre após as refeições e fazer uso do fio dental pelo menos uma vez ao dia, completando a limpeza com um bochecho sem álcool. A boca ficará sem bactérias, causadoras de placa bacteriana e mau hálito. A escolha a escova de dente macia é fundamental para evitar os dentes e gengivas sejam danificados.

Preservar a saúde bucal, cuidar da dieta e ter uma boa alimentação, interferem na qualidade de vida do idoso e evitam certas doenças, como hipertensão arterial e diabetes.

Com os avanços na odontologia e o aumento da expectativa de vida, é cada vez mais comum a realização de implantes na terceira idade.

Não há limite de idade para recorrer ao implante dentário. Tal como para todos os pacientes que desejam fazer um implante dentário, deve haver estrutura óssea para receber o implante ou ser apto a receber um enxerto ósseo, assim como o estado de saúde geral o permitir.

Após a cirurgia e a recuperação, há uma melhora significativa na qualidade de vida, pois pode voltar a mastigar eficazmente. Aumenta também a autoestima dos idosos, por se sentirem mais seguros em relação à sua aparência.

Uma das características mais marcantes de uma pessoa é seu sorriso e para mantê-lo é preciso uma rotina de cuidados.
MARQUE JÁ
A SUA CONSULTA